Na próxima terça-feira (25/04), a Escola de Música Prof. Valdeci Maia, em parceria com a Fundação de Cultura e Prefeitura Municipal, trazem para Rio Negrinho o Quarteto Sambaqui.

Formado por violonistas de grande experiência, desde 2009, o quarteto vem realizando diversas atividades em que a mola mestra é o resgate de autores catarinenses esquecidos, além de reafirmar autores contemporâneos. De forma pioneira, o Quarteto Sambaqui procura ressaltar a arte catarinense como meio de trazer luz a uma identificação cultural regional e, dessa forma elevar a autoestima do cidadão barriga verde. Reverenciar o passado é manter a chama da cultura local sempre viva.

Há alguns anos, várias iniciativas vem sendo tomadas para preservar a memória da música popular no Brasil. Espetáculos, biografias, pesquisas vão ganhando, paulatinamente, espaço na mídia e até gravadoras aos poucos, estão percebendo o valor do acervo que têm, relançando em CD, títulos importantes.
Imbuídos neste mesmo espírito, o Quarteto Sambaqui tem o desejo de se fazer presente a música catarinense, em especial, a música joinvilense, e permeia o tempo através de releituras de compositores de nossa região, que vão do final do séc. XIX e início do século XX com uma leitura contemporânea, sem descaracterizar a obra original.

O Quarteto realizou recitais em várias cidades bem como, Florianópolis, São Bento do Sul, Jaraguá do Sul, Brusque, São Francisco do Sul, destacando a participação do grupo no IV Seminário de Violão de Itajaí, VI Encontro Internacional de Música em Langenhagen na Alemanha e o I Festival de Violão de São Bento do Sul.
O repertório é formado por compositores do nosso Estado, abrangendo o período de 1882 a 1942 e une música erudita e música popular. Integram o quarteto, os violonistas: Aldo Gums, Claudenor Fávero, Jair Corrêa e Raimundo Bernardes.

Quando: 25 de Abril

Hora: 19:30h

Onde: Espaço Cultural (piso superior da Rodoviária)

Entrada franca

Foto: Gabriela Gadotti

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *