O trompete é um dos mais antigos instrumentos musicais que se tem conhecimento. Acredita-se que o homem pré-histórico já utilizava um instrumento bastante parecido para assustar animais e se defender. Sabe-se também que várias civilizações da Idade Antiga faziam uso do mesmo em festas e rituais religiosos, pois acreditavam que o som emitido era capaz de afastar os espíritos maus.

Os primeiros trompetes, que na verdade eram mais parecidos com megafones, eram feitos de bambu, ossos de animais, conchas e madeira. Posteriormente, com o domínio do metal, os romanos passaram a elaborar instrumentos mais resistentes. Assim, os trompetes passaram a ter uma capacidade sonora muito maior, uma vez que isso era essencial para seu uso durante as atividades militares.

A partir do século XV, o trompete ganhou significativos aprimoramentos e passou a ser utilizado na música, uma vez que anteriormente o mesmo era usado apenas na marcação, ou seja, como reforço rítmico. Entretanto, todos esses avanços são pequeno se comparados com a criação do sistema de válvulas, idealizado pelo alemão Heinrich Stölzel em 1815. Tal sistema foi muito importante pelo fato de ter deixado o trompete totalmente cromático.

Hoje em dia, o instrumento ainda é bastante utilizado na música clássica, no jazz e em vários ritmos latinos.

Fonte: http://www.historiadetudo.com/trompete

Detalhes do Curso

Faixa Etária: A partir de 8 anos

Quando: Horários de segunda à sexta-feira, com uma aula individual de 45 minutos por semana.

Investimento: Alunos até 18 anos é gratuito, e acima R$ 35,00 mensais

Início: Imediato, se houver vaga disponível.